Sites Grátis no Comunidades.net
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Ultimas Atualizações
INDICE DOS ASSUNTOS   (17-10-2016)
GOLPE DE 64  (17-10-2016)
Snowden   (17-10-2016)
NOSTRADAMUS  (17-10-2016)
SÉCULO  (17-10-2016)

Rating: 3.4/5 (1310 votos)




ONLINE
1




Partilhe este Site...




RONALD BIGGS
RONALD BIGGS


 

O britânico Ronald Biggs, conhecido como o "ladrão do século" por conta ao assalto ao trem pagador entre Glasgow e Londres ocorrido em 1963, morreu  em 18 de dezembro de 2013,  aos 84 anos.

 

Ex-ladrão  Ronald Biggs foi  libertado em 6 de agosto de 2009 na Grã-Bretanha. O motivo da libertação  foi  por causa da sua saúde frágil, segundo informou o secretário britânico de Justiça, Jack Straw.

 

Ficou  famoso no Brasil e na Grã-Bretanha por seu envolvimento no "Assalto ao Trem Pagador", em 1963.

 

Biggs fugiu da cadeia nos anos 1960 e passou décadas foragido no Brasil, onde se tornou quase uma lenda com sua vida de playboy, desafiando de modo petulante as autoridades britânicas.

 

O britânico, hoje com 79 anos, voltou voluntariamente ao seu país em 2001, e desde então está preso.

 

Evidências médicas mostram claramente que o sr. Biggs está muito doente e que seu estado se deteriorou recentemente, culminando em sucessivas internações hospitalares.

 

Em 1963, junto com 11 comparsas, Biggs roubou um trem postal que ia de Glasgow a Londres, levando 2,6 milhões de libras - ou 30 milhões de libras (49 milhões de dólares) em valores de hoje.

 

O crime se tornou conhecido na Grã-Bretanha como "O Grande Roubo do Trem", mas no Brasil foi chamado de "Assalto ao Trem Pagador", que foi tema de um filme brasileiro da mesma época.

 

Biggs foi preso e condenado no ano seguinte, mas fugiu após 15 meses de pena. Usou sua parte do dinheiro para pagar uma cirurgia plástica e comprar documentos falsos, com os quais viajou para a Austrália, onde retomou seu antigo ofício de carpinteiro e decorador. 

 

Posteriormente viajou via Panamá e Venezuela para o Brasil. Após tornar-se uma figura folclórica da vida carioca e ter um filho no Brasil, rendeu-se em 2001, após 36 anos de fuga.

 

Straw disse que inicialmente rejeitou o indulto porque Biggs "não demonstrou remorso por seus crimes nem respeito pelas punições que lhe foram impostas." Afirmou, no entanto, que mudou de idéia após levar em conta o estado terminal do detento.

 

O famoso assaltante, que viveu por mais de 35 anos no Brasil, completará 80 anos no em 2009. Foi internado algumas vezes por causa de grave pneumonia, sendo transferido de sua cela na prisão de Norwich o hospital Norfolk e Norwich.

 

Biggs nunca se arrependeu de seu crime.

 

Biggs já sofreu uma série de derrames, ataques cardíacos, e crises epilépticas desde maio de 2001, quando decidiu se entregar voluntariamente à Justiça britânica. Ele tem direito à liberdade condicional por já ter cumprido um terço de sua pena, de 30 anos.

 

 

 

Em 2013, com  83 anos , foi   ao enterro de um de seus colegas de quadrilha. Bruce Richard Reynolds, um dos líderes do grupo que assaltou o trem em 1963, morreu  em 2013  aos 81 anos.

 

 

 

Com parte do corpo paralisado e sem poder falar, Biggs deixou uma mensagem escrita ao comparsa e participou do velório na igreja de são Bartolomeu, em Smithfield, na capital britânica. "Bruce foi um amigo verdadeiro, um amigo para os bons e maus momentos e nós tivemos vários deles", disse.

 

 

 

Biggs foi levado ao local em uma cadeira de rodas por causa da paralisia, causada por derrames, infartos, ataques epiléticos e acidentes vasculares cerebrais. Após 30 anos refugiado no Brasil.

 

 

 

Ele era um dos líderes da quadrilha de cerca de 15 homens que conseguiu, em 8 de agosto de 1963, parar um comboio ferroviário manipulando a sinalização.

 

 

 

Depois de ferir gravemente um funcionário, eles fugiram com 120 sacos de notas usadas contendo no total 2,6 milhões de libras, uma quantia recorde para a época equivalente a cerca de R$ 124 milhões.

 

 

 

Os ladrões, inclusive Biggs, foram presos em janeiro de 1964. Processado e condenado a 30 anos de prisão, Biggs foi para a penitenciária de Wandsworth (Londres), de onde conseguiu fugir 15 meses depois.

 

 

 

Ele passou por cirurgias estéticas e viveu como foragido na Espanha, na Austrália e, principalmente, no Brasil.